Seja um Ativista Seja um Associado Faça uma Doação Lojinha Adote Sobre a PEA

Página Inicial

 

Ajude a combater os maus tratos e o abandono de animais. Seu apoio é muito importante.

Faça a Diferença

Clique Aqui

Você também pode ajudar

efetuando sua contribuição nos bancos abaixo

 

Banco Itaú

 Agência: 1574

Conta Corrente: 22004-0

 

Bradesco

  Agência: 0665-3

Conta Corrente: 127.526-7

 

CNPJ: 05.872.606/0001-30

 
Acesse, Copie, Divulgue

 

 

Siga a PEA

 

 

Casos Marcantes


 

O Resgate do Pé de Pano, um Cavalinho Explorado por mais de 20 anos

 

26/07/14 - 28/07/14 e 30/07/14 - 02/08/14 - 08/08/14 - 31/08/14 - 05/09/14

Ajude-nos a Continuar Ajudando os Animais

  

 

26 de Julho de 2014

 

A PEA participou do resgate de um cavalo idoso, que foi usado para puxar carroça a vida toda. Depois que sofreu uma grave lesão em sua pata, foi deixado de lado para esperar a morte chegar.

 

A Polícia Militar Ambiental recebe uma denúncia de maus tratos a um cavalo em Carapicuíba/SP. Chegando ao local os policiais se depararam com um cavalo idoso, muito magro, cheio de carrapatos, vivendo em um ambiente pequeno, sujo de fezes e urina e sem comida. Quando o cavalo se levantou foi quando perceberam o maior dos problemas. Um trauma na pata esquerda dianteira, ficando totalmente voltada para trás e impossibilitando o pobre animal de ficar de pé por longos períodos.

 

O “proprietário” utilizou o animal por muitos anos para puxar carroças e, quando ele machucou a pata, simplesmente o substituiu por outro e o deixou para morrer.

 

Os policiais do 1º Batalhão da Polícia Ambiental do Estado de São Paulo autuaram o “proprietário” por maus tratos, que responderá a competente ação penal, provavelmente perdendo a posse do animal. O proprietário também terá que pagar uma multa de R$ 3 mil devido ao flagrante de maus tratos.

 

Antes do Resgate

Após o Resgate

  

 >voltar<

 

  

28 e 30 de Julho de 2014

 

A PEA foi contatada para amparar o animal e disponibilizar um veterinário para verificar se as condições do local e do próprio animal melhoraram após a determinação policial.

 

Prontamente a médica veterinária Dra. Cláudia Araújo de Oliveira e a Sra. Estala Aragon de Brito, coordenadora da PEA, foram ao local acompanhando o Policiamento Militar e constataram uma situação deplorável. O cavalo estava em condições bem pior do que poderia ser observado nas fotos.

 

O local era bastante rústico e precário, o terreno apresentava-se completamente inadequado para a manutenção de animais. O piso era uma formação desnivelada de cacos soltos, de azulejos e cerâmicas quebradas.  O piso da área onde o animal permanecia a maior parte do tempo era coberto por aproximadamente 10 (dez) centímetros de fezes, terra e mato seco.

 

Não foi encontrada nenhuma fonte ou recipiente de água no terreno e durante toda a vida o animal foi alimentado apenas com farelo de milho, sem nenhum tipo de suplementação e/ou ração.

 

A falta de tratamento da sua pata esquerda resultou, além da deformidade do próprio membro, na deformidade da pata direita, usada para sustentar o peso do corpo.

 

Foi elaborado o laudo técnico veterinário, atestando os maus tratos, para encaminhamento às autoridades policiais.

 

Em posse do Laudo, a Polícia Militar efetuou a apreensão do animal e transferiu a guarda temporária para a PEA. O animal foi encaminhado à um Haras localizado em Franco da Rocha/SP e examinados por médicos veterinários.

 

A PEA passa a figurar neste processo como Depositária do animal e irá transferi-lo para novo lar assim que encontrar alguém que queira e possa colaborar.

 

Estima-se que esse cavalo já tenha mais de 20 anos de idade.

 

>voltar<

 

       

   

 

>voltar<

 

 

02 de Agosto de 2014

 

A médica veterinária Dra. Ana Gabriela de Toledo, fundadora da PEA, esteve no local e também avaliou o animal. Conversando com os tratadores e com o dono da propriedade, está propensa a concluir que nenhum procedimento cirúrgico/ortopédico pode ser viável, dado o estado da calcificação  e a idade avançada do animal.

  

>voltar<

 

 

08 de Agosto de 2014

 

Foi localizado um veterinário especializado em imagens que irá até o local realizar alguns exames de Raio X. Após esses laudos, poderá ser concluído se o Pé de Pano será ou não submetido a algum procedimento cirúrgico para tentarmos devolver um pouco mais de mobilidade pra ele.

 

>voltar<

 

 

31 de Agosto de 2014

 

Pé de Pano foi transferido para o seu novo lar, com muito pasto, sobra e água fresca. Tudo que ele merece.

 

Acompanhe as notícias no Box de Notícias da PEA.

 

  

>voltar<

 

 

05 de Setembro de 2014

Após uma vida de dor e trabalho forçado esse cavalinho não resistiu e morreu.

 

A PEA agradece imensamente à Policia Militar Ambiental do Estado de São Paulo, ao adotante que o acolheu em sua fazenda e à todos que participaram direta e indiretamente desta ação, proporcionando ao animal que vive-se seus últimos dias em um ambiente propicio, acolhedor e digno.

 

Infelizmente existem muitos animais abandonados e vitimas de maus-tratos, mas nós também podemos fazer a diferença para muitos. Denuncie! Seu envolvimento pode ajudar muitos animais a saírem de uma vida de crueldade.

 

>voltar<

 

 

Prestação de Contas

Para continuarmos com esse trabalho, a PEA depende da colaboração de todos vocês.

 

Total Gasto até 05/09/12 = R$ 1.550,00

- Transporte de Carapicuíba/SP até Franco da Rocha/SP: R$ 300,00

- Hospedagem (28/07/14 à 31/08/14): R$ 500,00

- Assistência Veterinária: R$ 200,00

- Transporte de Franco da Rocha/SP até Joanópolis/SP: R$ 500,00

 

Para nos ajudar, por gentileza, Clique Aqui!

 

E lembre-se, você também pode fazer a diferença para um animal.

Não se omita - Denuncie!

Maltratar animais é Crime!

Veja como denunciar Clique Aqui!

 

>voltar<