Seja um Ativista Seja um Associado Faça uma Doação Lojinha Adote Sobre a PEA

Página Inicial

 

Ajude a combater os maus tratos e o abandono de animais. Seu apoio é muito importante.

Faça a Diferença

Clique Aqui

Você também pode ajudar

efetuando sua contribuição nos bancos abaixo

 

Banco Itaú

 Agência: 1574

Conta Corrente: 22004-0

 

Bradesco

  Agência: 0665-3

Conta Corrente: 127.526-7

 

CNPJ: 05.872.606/0001-30

 
Acesse, Copie, Divulgue

 

 

Siga a PEA

 

 

Cuidados Especiais


Toxoplasmose, a Culpa Não é do Gato

 

O que é Toxoplasmose

O Mito Sobre o Gato

Pombos e Outros Animais

Como Você Realmente se Infecta

Resumindo

Portanto eu Repito em Alto e Bom Tom

Cartaz - Toxoplasmose, a Culpa Não é do Gato

 

 

O que é Toxoplasmose

É uma infecção parasitária causada por um protozoário, o Toxoplasma gondii.

 

 

O  Mito Sobre O Gato

Apenas 1% dos gatinhos transmite a toxoplasmose e, para isso, eles precisam estar doentes e, principalmente, na fase de eliminação dos oocistos. O gatinho contrai o toxoplasma quando come carne crua ou mal passada ou, ainda, se ele comer insetos, ratos, lagartixas que contenham cistos do protozoário. É importante saber que adquirir toxoplasmose de gatos é muito raro e o animalzinho não é a principal fonte de transmissão.

 

Geralmente, o gato que contraiu toxoplasmose, irá eliminar os oocistos (“ovinhos” do toxoplasma) apenas uma única vez e por apenas 15 dias durante toda a sua vida. Esta eliminação ocorre 10 dias após o gatinho ter sido infectado. Para que você se contamine com o toxoplasma, você precisa comer a forma infectante, que nada mais são que os ovinhos germinados presentes nas fezes do gato contaminado. Ou seja, você precisa que as fezes do gato tenham contato com sua boca. E tem mais, as fezes do gato infectado precisam ter contato com sua boca depois de 48 horas que o gato tenha defecado, caso contrário, os “ovinhos não germinam” e o ciclo não se completa!

 

Vale lembrar que os gatos são animais extremamente limpos. Eles têm o habito de enterrar seus dejetos e se limpar várias vezes ao dia. Estudos mostram que é impossível você contrair toxoplasmose beijando ou acariciando seu gatinho. Portanto, fique tranqüila!  Seu gatinho não lhe representa nenhum perigo! Ahhhh, já estava esquecendo, não se contrai toxoplasmose através da lambida, mordida ou arranhões de gato.

 

  

Pombos e Outros Animais

Os pombos também já levaram a culpa de transmitir toxoplasmose. Assim como os pombos, outros animais (rato, coelho, tartaruga, iguana, porquinho da índia etc.)  também são e foram perseguidos! Tanto os pombos como qualquer animal pode transmitir toxoplasmose. Para isso, é necessário que esses animais estejam infectados (com cistos de toxoplasma em seus tecidos corpóreos) e você coma a carne crua ou mal passada desses animais.

 

Portanto, se você não come pombos crus ou mal passados, fique tranqüila, eles não representam nenhum risco de lhe transmitir toxoplasmose.

 

 

Como Você Realmente se Infecta

Agora sim, a parte que ninguém fala, mas que é a mais importante!

 

As principais formas de contaminação ocorrem pela ingestão de carne crua ou mal passada e pela ingestão de legumes, verduras e frutas mal lavadas.

 

Não é a toa que a maior concentração de pessoas positivas para toxoplasmose do mundo está em Erechim/RS (onde o consumo de carne de porco é enorme). Depois de Erechim, podemos citar Portugal, onde é extremamente comum o consumo de embutidos.

 

A OMS estima que 50 a 60% da população mundial adulta está infectada com toxoplasmose. Isso se deve ao fato de terem tido contato com o toxoplasma. Não quer dizer que essas pessoas estão doentes. Elas apenas possuem anticorpos contra a doença. O problema ocorre em pessoas que estão fraquinhas (com o sistema imune deprimido). Nestes casos, os sintomas da toxoplasmose podem aparecer. Em pessoas saudáveis geralmente os sintomas não aparecem ou passam desapercebidos. Outra situação delicada é quando uma mulher nunca teve contato com o toxoplasma (soronegativa para toxoplasmose) e engravida. Principalmente, durante os 3 primeiros meses de gestação, se a mamãe se infectar e não tiver o tratamento adequado, pode ocorrer a transmissão do toxoplasma para o feto, acarretando problemas para ele. Portanto, se você é soropositiva e está grávida, não precisa se preocupar. Agora, se você é soronegativa, basta ter alguns cuidados, como veremos a seguir.

  

 

Resumindo

Por aqui já dá para entender que, para uma pessoa se contaminar através do gato, é necessário que o gato esteja realmente doente, eliminando os oocistos, a caixinha de areia esteja suja e sem limpar por, no mínimo 24horas, e a pessoa mexa nas fezes e depois leve a mão suja à boca, ingerindo assim os oocistos esporulados do toxoplasma. Poxa... isso é um tanto quanto difícil de acontecer com pessoas com o mínimo de higiene, não é mesmo?

 

Se já sabemos como ocorre a contaminação, fica fácil evitar... Vamos lá:

 

Cuidados gerais

- Lave as mãos antes de comer ou beber;

- Lave as mãos após a manipulação de carne e alimentos;

- Não tome leite sem antes fervê-lo;

- Não tome água de origem desconhecida;

- Não coma carne crua ou mal passada e nem verdura, legumes e frutas mal lavados;

- Não coma embutidos não fiscalizados, de procedência duvidosa;

- Use luvas ao limpar a caixa sanitária de gatos e/ou quando for mexer com jardinagem;

- Se você for vegetariano, já não precisa se preocupar com carnes cruas ou mal passadas, mas tenha muita atenção nas frutas, legumes e verduras bem lavadas.

 

Cuidados com o gatinho

- Não o alimente com carne crua ou mal passada;

- Limpe a caixa sanitária 2x ao dia;

- Desinfete a caixa sanitária e a pá com água fervendo por 5 minutos diariamente (se o gatinho estiver doente);

- Evite que seu gatinho tenha acesso à rua (assim evita que ele cace ratinhos, baratas, lagartixas ou então que ele coma alimentos duvidosos);

- Mantenha seu gatinho vacinado e vermifugado;

- Leve seu gatinho frequentemente ao veterinário.

 

Cuidados com outros animais

- Estoque alimentos e ração adequadamente evitando o acesso de insetos (insetos podem “carregar” o oocisto esporulado até a ração. Se o animal ingerir a ração contaminada ele irá se infectar com o toxoplasma).

 

  

Portanto eu Repito em Alto e Bom Tom

 

SEJA FELIZ COM SEU GATINHO, ELE DEFINITIVAMENTE NÃO REPRESENTA NENHUM PERIGO PARA VOCÊ, POIS BEIJÁ-LO, ABRAÇÁ-LO, ACARICIÁ-LO, BRINCAR E DORMIR COM ELE NÃO TRANSMITE TOXOPLASMOSE.

  

 

Dra. Gabriela Toledo, Médica Veterinária

CRMV-SP 28.659

Presidente da PEA www.pea.org.br

Gestante de 5 meses em 09/12/11

 

 

Cartaz Toxoplasmose - A Culpa Não é do Gato

 

Jpg (600 x 850 Pixels) ou Pdf (Cartaz A3)

 

 

 

 

>voltar<